Professores receberão conforme a lei

O prefeito de Propriá, Paulo Britto (PT), sancionou a lei municipal 438/09, que estabelece o pagamento do salário dos professores com base no piso salarial nacional de R$ 950.00, obedecendo a lei federal 11.738/2008. A assinatura aconteceu no gabinete do prefeito e contou com a presença da delegada do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese), de Propriá, Givalda Santos de Aquino.
Para o prefeito, a lei municipal é uma prova do reconhecimento da adminstração em valorizar as condições salariais dos professores " Trata-se de um grande exemplo de disciplina administrativa, em virtude das dificuldades existentes na gestão com falta de recursos agravanda pela crise econômica mundial", afirma Britto.
" Estamos aqui para gerenciar desafios. Só existe prarceria quando há confiança mútua, e a prefeitura confia em quem está à fente do Sintese. Reconhecimento que a classe do professor deve, efetivamente, ser valorizada, porque tudo está incluido no aspecto a educação, e tudo gira em torno da cultura e da educação", ressaltou o prefeito.
"Foi uma vitória para a categoria. Conseguimos aimplementação do piso graças à parceria com a prefeitura e o apoio dos vereadores. Esperamos conseguir avançar mais com outos projetos de gestão", ressaltou delegada Gilvanilda Aquino.
"Tenho expectativa de melhorar ainda mais o ensino na sala de aula, pois sabemos que a maioria dos nossos professores tem responsabilidade com o aprendisado dos seus alunos. Com certeza a valorização do professor reflete na qualidade do ensino.
Professores mal remunerado, desvalorizado, não tem como trabalhar satisfeito", acrescentou Britto.
O prefeito já marcou para esta semana uma reunião com a comisão do Sintese que irá definir os procedimentos para implementação da gestão democrática nas escolas. "Esse, com certeza, será outro avanço na educação municipal de Propriá", assegurou Britto.
Fonte:Jornal da Cidade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE