Polícia Civil : Dupla de alagoanos que lesava pensionistas do INSS é presa

Na manhã desta sexta-feira, dia 3, as delegadas Viviane Pessoa e Maria Pureza detalharam a investigação que culminou na manhã desta quinta-feira, dia 2, com as prisões dos alagoanos Luís César da Silva Calado, 29 anos, e José Carlos Dias, 36 anos, acusados de aplicar golpes contra pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). As investigações contaram com a participaram de policiais civis do Departamento de Defraudações e Combate à Pirataria, com o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).


Segundo a polícia, a dupla teve acesso a um banco de dados com todas as informações dos pensionistas do INSS. Fugindo da fiscalização mais rigorosa em Alagoas, eles escolheram Sergipe para aplicar os golpes. Inicialmente, Luís César se cadastrou, como corretor, a uma empresa que presta serviço a Instituições financeiras responsáveis por empréstimos bancários. “Eles agiam nos estados de Alagoas, Sergipe e Pernambuco e há quatro meses começamos as investigações. È importante que as empresas tenham um controle maior dos seus corretores”, explicou Pessoa.


Fotos: Reinaldo Gasparoni/SSP

Legitimado pela atribuição de corretor, já com as informações de todos os pensionistas de Sergipe, eles começaram a falsificar documentos a fim de promover todos os procedimentos com o objetivo de consumar os empréstimos. Com a quantia em dinheiro liberada - geralmente o empréstimo era de R$ 4 mil -, os golpistas cooptavam pessoas idosas, quase sempre bastante humildes, para que fossem na boca do caixa para retirar o dinheiro. Eles ainda ganhavam comissão das empresas financeiras.

A polícia acredita que a dupla deve ter levantado algo em torno de R$ 200 mil dos pensionistas sergipanos e foi constatado que até o momento 68 pensionistas foram vitimados. Eles foram presos no final da manhã, no Centro da capital, no momento em que saiam de uma loja. Eles prestaram depoimento durante toda à tarde desta quinta. A polícia acredita que muitos dos idosos que foram penalizados sequer desconfiam da aplicação do golpe. “Nós evitamos que outras 60 pessoas fossem vítimas do golpe com a interceptação das propostas de empréstimos”, explicou a delegada. As investigações continuam, já que a polícia acredita que há outras pessoas envolvidas com os golpes.

Fonte:SSP/SE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE