Engenheiros do DNIT realizam visita técnica em Propriá


Visita aconteceu em áreas destinadas a duplicação da BR-101
Técnicos do Dnit durante a visita (Foto:Divulgação Empauta)
Os engenheiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Zenóbio Santa e Rodrigo Oliveira, acompanhados do prefeito José Américo Lima e alguns vereadores, realizaram na manhã de ontem, (21), uma visita técnica em algumas áreas onde serão executadas as obras de duplicação da BR-101, em Propriá.
Durante a visita, os gestores públicos solicitaram mais uma vez dos representantes do órgão federal que sejam feitas adequações no projeto inicial, que prevê a desapropriação de diversos pontos comerciais existentes às margens da rodovia.
De acordo com o prefeito de Propriá, José Américo Lima, a desapropriação dos estabelecimentos comerciais significa o fechamento de diversos postos de trabalho no município.
“Já conversamos na semana passada sobre este assunto com o superintendente do DNIT, Otávio Soares e nesta segunda-feira, foi marcada a visita técnica com os engenheiros responsáveis pelo projeto. A meu ver, este encontro foi bastante proveitoso, tendo em vista que os dois engenheiros ficaram sensibilizados com a situação e se comprometeram a realizar um novo estudo de viabilidade técnica para avaliar os impactos da obra”, disse Américo.
O prefeito acrescentou ainda que o resultado deste estudo será apresentado num prazo de 15 dias, durante nova reunião com o superintendente do DNIT, em Aracaju. “O diálogo com o DNIT está sendo bastante proveitoso. Tomara que consigamos encontrar a melhor solução para este impasse. O resultado, só teremos na próxima reunião com o superintendente, nos próximos 15 dias. A nossa intenção, e acredito que seja a do DNIT também, é reduzir o impacto causado por este serviço. Não queremos prejudicar a duplicação, mas também não queremos desativar os estabelecimentos comerciais instalados às margens da rodovia”, frisou o gestor municipal.
Ainda durante a visita técnica, os gestores públicos mostraram aos engenheiros do DNIT algumas áreas à margem direita da rodovia, no sentido norte, que poderiam ser desapropriadas para a construção das novas pistas e vias de acesso da BR-101. O assessor técnico da Prefeitura, Fábio Sobral, defende esta é uma solução viável para reduzir os impactos da obra. “Nesta visita técnica, apresentamos aos representantes do DNIT esta solução, por acreditarmos em um menor impacto. Já que temos áreas livres à margem direita por que desapropriar estabelecimentos comerciais localizados à margem esquerda”, afirmou Fábio.
O pequeno empresário Marcos Feitosa, proprietário de uma oficina, localizada à margem da BR-101, declarou que sente muito orgulhoso com esta preocupação do prefeito e dos vereadores de Propriá. “Me sinto muito orgulhoso com o empenho e a sensibilidade dos gestores públicos em Propriá. No meu entender, não há necessidade da desapropriação destes empreendimentos, já que no lado direito da rodovia, no sentido norte, existem áreas livres.  Além disso, se estes empreendimentos forem desapropriados, vários pais e mães de família serão prejudicados”, ressaltou.
Fonte: Agência Empauta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE