FIQUE DE OLHO: Em Propriá, “o PT acende uma vela para Deus e outra para o Diabo”...


Resultado do Encontro Municipal adia para abriu se partido fisiologista vai literalmente para o Céu ou para o inferno o Inferno
Ciudad del Este (Claudomir Tavares) - Dirigentes, militantes, filiados e lideranças do Partido dos Trabalhadores reuniram-se na tarde de ontem, 14, no plenário da Câmara de Vereadores, em Encontro Municipal Extraordinário para decidir se o partido de José Dirceu, Delúbio Soares e outros PeTralhas (a nível nacional), lançaria ou não candidato próprio a prefeitura de Propriá. Depois de debater as várias propostas apresentadas, cujos interesses são de manter, ampliar ou retomar privilégios, venceu a que deliberou pelo lançamento da pré-candidatura do presidente da Câmara, vereador Paulinho Campos.

Mas o que poderia ser uma decisão de encontro, para ser homologada em Convenção, abriu-se uma vala enorme, com as possibilidades para a sua nulidade mais a frente, pois, para preservar os cargos que mantém na administração municipal (muitos deles desnecessários, do ponto de vista do que estes têm feito – ou deixado de fazer), entre os quais, secretarias (algumas “aspones” – assessorias de p... nenhuma), direções e comissionados, os petistas aprovaram um atenuante que é a possibilidade de discutir a candidatura do prefeito José Américo Lima (PSC), a partir de abril, caso o nome de Paulinho Campos não decole. Só o fizeram para não perder a boquinha... he-he-he-he!
Esta posição deu-se, possivelmente, depois de um encontro mantido no gabinete do deputado estadual Francisco Gualberto (PT), testa de ferro de “seu dono”, digo líder, o governador Marcelo Déda, onde o prefeito José Américo e o ex-deputado Renato Brandão (PMDB) teria “firmado” um “pacto de convivência” entre as bancadas de oposição e situação na Câmara Municipal, garantindo assim a governabilidade e, mais na frente, se discutia se o candidato seria Américo ou Paulinho. Estou pasmo!
Engane-me que eu gosto
Como tem gente que acredita em mula-sem-cabeça, em Papai Noel e que o mundo vai acabar em 2012, é possível que em Propriá (mas somente em Propriá?) há quem acredita na possibilidade de Américo renunciar ao direito natural de ser candidato. Da mesma forma há quem acredite que a não saída do PT da administração desde já, é para “manter a governabilidade”, pensando no bem estar do povo de Propriá (nos poupem) e ver a possibilidade de um acordo lá na frente. Escrevam o que eu – e a torcida do América, do Propriá, do Tornado, do Fluminense da Poeira, dos atletas do Caldeirão do Cenário, do Flamengo do Rio de Janeiro e do Corinthians de São Paulo – estamos dizendo: Paulinho Campos (PT) e José Américo (PSC) serão candidatos a prefeito em 2012 e José João (DEM) será (ou não?) prefeito de Propriá em 2013, considerando aí os prognósticos históricos.
Jogando a toalha
 Por outro lado, as movimentações e declarações do pré-candidato a prefeito pelo PR, o radialista Eugênio Santana, acena para uma possibilidade de apoio ao grupo que tem como líder o ex-prefeito Luciano Nascimento e como pré-candidato, o ex-prefeito de Telha, José João Nascimento. Eugênio, que ascendeu politicamente a sombra do filão de eleitores do DEM, parece ter percebido aquilo que todos em Propriá já sabem: suas pretensões de chegar a prefeitura crescem “como rabo de cavalo”, mas avaliações de experientes analistas políticos o colocam com viabilidades eleitorais para vereadores ou vice-prefeito, cargos que ele minimiza sua importância, afirmando que não os disputaria por sentir-se diminuído. Sem comentários!
É Paulinho Campos
Temendo a não decolagem de Paulinho Campos, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Renato Brandão vai a imprensa nesta segunda-feira anunciar que seu pré-candidato a prefeito é o atual presidente da Câmara e, apostando em seu carisma e liderança inquestionáveis, pretende consolidar o petista com viabilidades políticas e eleitorais.
Fonte: Tribuna da Praia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe