Professor é preso com cocaína em Poço Redondo- SE


Canindé de São Francisco/SE - A sociedade está refém. De onde menos se espera, justamente daqueles que nos passam com seus ensinamentos, seus modelos de vida, boa imagem, conduta e de influência para um futuro melhor, é que vemos cair por terra o quanto a sociedade está vulnerável, suscetível e desprotegida. Justamente quem deveria proteger e ensinar valores, faz o caminho inverso e faz proliferar na sociedade o estrada do mau. 



A noticia triste de que um professor foi pego pela polícia da cidade de Poço Redondo por portar vários objetos que denunciam a prática da cocaína não é por si só grande fato, haja vista que hoje em dia existe uma política de proteção para o usuário de drogas e que, segundo pesquisas (...), um dos maiores públicos consumidores de drogas está entre o alunado das escolas particulares e que professores são sempre submetidos a tratamentos psicológicos e saúde em função do vício das drogas. O lamentável está, justamente, em saber que o mau das drogas vem ganhando campo, com mais constância,  entre essa classe de profissionais que, em tese, é alguém que está livre de quaisquer tipos de suspeitas. Culturalmente um professor é uma pessoa que serve de modelo a ser seguido enquanto profissional do saber e também pela postura e imagem que passa para as pessoas. 


Culturalmente um professor passa a imagem cândida para os alunos ninguém esquece aos primeiros que lhe ensinaram aos primeiros passos. Simbolicamente o professor é a extensão de um pai. Ao professor está também empregado a imagem da austeridade e autoridade tem grande poder de influência decidida na vida do ser que está em formação. Um bom ou mal exemplo pode determinar atitudes como o fato do experimento do uso de álcool, que é porta de entrada, maconha e outras drogas como foi nesse caso da apreensão da cocaína. 


É apenas mais uma reflexão.
Adeval Marques


Leia as informações do blog Espaço Democrático

O professor já vinha sendo monitorado e, na sexta, estava nas proximidades de uma agência bancária. Ao perceber a presença da viatura da PM, ele teria tentado despistar, entrando em uma casa lotérica. Ao ser abordado, criou dificuldades para os policiais chegarem até o veículo dele, que estava estacionado em um outro ponto da cidade.

Durante a abordagem, foram encontrados no bolso da calça dele duas ampolas de cocaína e, posteriormente, no veículo dele, embaixo do estepe, um pote com resquícios de cocaína, uma colher pequena dentro dele e uma ampola de cocaína”. A colher teria sido usada para encher a ampola preparada para a comercialização.
Por Eduardo Melo

Queremos agradecer aos seus acessos e por deixar um comentário neste espaço. Nosso canal de contato é: adevmarques@gmail.com Agradecido, Adeval Marques

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE