Sindicato dos vigilantes lamenta morte de trabalhador


Um vigilante foi morto quando saía do trabalho no interior
(Foto: Arquivo Portal Infonet)
A insegurança nos locais de trabalho dos vigilantes preocupa o Sindicato de Vigilantes de Sergipe. O caso mais recente é do vigilante João Passos Andrade que foi morto a tiros no município de Riachão do Dantas quando retornava do trabalho na noite da última terça-feira, 27. O Sindicato se reunirá com a Polícia Federal para discutir medidas de segurança.
O vice-presidente do sindicato, José Rollemberg dos Santos Filho, lamenta a morte do vigilante e afirma que número de assaltos vem aumentando. "Uma reunião foi realizada com a Secretaria de Segurança Pública ( SSP) e discutimos medidas de proteção para o vigilante. Uma nova reunião será realizada com a Polícia Federal , mas ainda não há uma data definida”, explica.
Esta é a terceira morte de vigilante só este ano. Há seis dias um vigilante foi morto no município de Salgado, após reagir a um assalto em um ponto bancário. “ Uma situação complicada que os vigilantes estão vivendo. A terceira morte, sem contar com os roubos de revólveres que acontecem todos os dias”, afirma.
Ainda segundo José Rollemberg, a situação dos vigilantes piora em bancos onde não há portas giratórias. " O vigilante não tem como saber quem é bandido. Se houvesse portas giratórias em todos os bancos iria ficar mais fácil para detectar se o indivíduo está armado ou não", diz.
Fonte: Infonet

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE